Em nota, padres pedem fim da “cultura da morte” na PB; PM vê queda nos crimes

​Padre Djacy é um dos que assina a nota

Padres de 13 paróquias do Sertão paraibano divulgaram, na segunda-feira (7), uma nota expressando “preocupação e indignação” com os casos de violência que estariam acontecendo em cidades da região. Segundo a nota, a “cultura da morte” está deixando a população amedrontada e refém dos bandidos. A Polícia Militar disse que os crimes diminuíram.

A nota é assinada pelos padres Dácio José; Humberto; Josenildo Abrante; Damião Pereira; Isaías Vieira; Djacy Brasileiro; Cláudio Praxedes; Quirino P. Cirilo; Antônio Sérgio; Manoel P. Costa; e o diácono Anderson Braga.

No documento, o aumento da criminalidade é relatado nas cidades de Conceição; Ibiara; Santa Inês; Santana de Mangueira; Diamante; Curral Velho; Boaventura; Pedra Branca; Itaporanga; Aguiar; Igaracy; Caiana; e Serra Grande.

“Chamamos a atenção dos governos federal, estadual e municipal para essa a situação gravíssima que, a cada dia que passa, vai se agigantando, tomando proporções inimagináveis. O povo já vive momento de desespero. O medo de ser vítima da violência é uma realidade constante na vida do dos sertanejos”, diz a nota.

Em outro ponto do comunicado, os padres pedem que as autoridades deem mais atenção e solução à criminalidade. “Esperamos que o nosso brado profético seja ouvido e levado em estrita consideração por todas as autoridades responsáveis pela segurança, pela paz e o bem-estar do povo do Vale do Piancó”.

PM se defende e diz que crimes diminuíram

O comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar em Itaporanga, major Antônio Guedes, disse que a Polícia Militar tem intensificado as ações de combate ao crime com diversas ações e operações, visando à apreensão de armas, o cumprimento de mandados de prisão e a prevenção a explosão de caixas eletrônicos na região.

“Somos responsáveis pelo policiamento em 6.250 km quadrados de área, que abrange 20 cidades e um total de 150 mil habitantes. De 2014 a 2015, o número de armas apreendidas passou de 75, em todo o ano de 2014, para 78, até o dia 7 deste mês. Até agora, cumprimos 45 mandados de prisão contra 17 em 2014. Também aumentamos o número de apreensões de drogas e de carros recuperados após o roubo”, disse o PM.

Ainda segundo o major, a quantidade de homicídios na região teve um leve aumento no primeiro semestre deste ano. A crise financeira, a seca e o desemprego seriam alguns dos fatores para o aumento da criminalidade.

“Infelizmente estamos em um ano difícil por conta da crise. Tem o desemprego e a seca, então alguns fatos estão contribuindo. Registramos um pequeno aumento no número de homicídios na região no primeiro semestre deste ano, mas, neste segundo semestre, os números estão baixando e prevemos que, no geral, a quantidade de homicídios caia em relação ao ano passado”, concluiu o major.

Confira abaixo a integra da nota divulgada pelos padres:

Nós, Padres do zonal de Itaporanga (pertencente à Diocese de Cajazeiras), na região do Vale do Piancó, sertão paraibano, reunidos no Crato, em retiro, depois de uma profunda reflexão e pedirmos sabedoria e coragem ao Senhor da vida e da paz, tomamos, por unanimidade, a profética iniciativa de emitir esta nota na qual expressamos nossa profunda preocupação e indignação no que diz respeito à onda de violência que vem imperando na nossa região sertaneja.

Lamentamos que o nosso Vale do Piancó esteja se afogando no mar da violência. Está de assombrar. Nunca vimos um cenário tão violento, macabro, ameaçador: assassinatos, assaltos, drogas etc., sem contar com os constantes acidentes de trânsitos, muitas vezes deixando vítimas fatais. E a cada dia que passa, a situação vai piorando. Basta acompanhamos os meios de comunicação social da referida região, para conferir essa sinistra e desumana realidade.

Essa cultura de morte deixa-nos estarrecidos, indignados, tristes. O povo de Deus, nesta porção da Diocese, está sofrendo muito. E o nosso coração de pastor não suporta tamanha dor.

Diante do exposto, urge que gritemos profeticamente em defesa dos irmãos e irmãs da referida região. Afinal, somos pastores que, a exemplo de Jesus Cristo, que deu a vida pelas suas ovelhas, devemos defender ardorosamente a vida desse querido povo de Deus que, na sua aflição, clama por segurança e paz.

Chamamos a atenção dos governos federal, estadual e municipal para essa a situação gravíssima que, a cada dia que passa, vai se agigantando, tomando proporções inimagináveis. O povo já vive momento de desespero. O medo de ser vítima da violência é uma realidade constante na vida do dos sertanejos. Não é por acaso que gritamos pungentemente: queremos segurança! Queremos paz!

Como pastores, exigimos medidas concretas, não paliativas, de combate às causas da violência. Que as ações de combate a essa cultura de morte não se resumam em aumentar o contingente policial e aparelhá-lo, que é imprescindível, mas que haja verdadeiro combate à impunidade e que promovam arrojadas politicas públicas de inclusão social, econômica e educativa, favorecendo a libertação integral da pessoa humana e o resgate da cidadania.

Esperamos que o nosso brado profético seja ouvido e levado em estrita consideração por todas as autoridades responsáveis pela segurança, pela paz e o bem-estar do povo do Vale do Piancó.

Que o Deus da vida, o Deus do Jesus libertador, que profeticamente gritara: eu vim para que todos tenham vida, abençoe a todos nós sertanejos, concedendo-nos o dom da paz e a graça da libertação dos males sociais.

Vale do Piancó- Sertão paraibano, em 7 de setembro de 2015.

Pe. Dácio José – Conceição, Ibiara e Santa Inês

Pe. Humberto – Conceição

Diácono Anderson Braga – Conceição

Pe. Josenildo Abrante – Santana de Mangueira

Pe. Damião Pereira – Diamante e Curral Velho

Pe. Isaías Vieira – Boa ventura

Pe. Djacy Brasileiro – Pedra Branca

Pe. Cláudio Praxedes – Itaporanga

Pe. Quirino P. Cirilo – Itaporanga

Pe. Antônio Sérgio – Aguiar e Igaracy

Pe. Manoel P. Costa – Caiana e Serra Grande

Portal Correio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s