Abalado, Ricardo Coutinho diz que o Brasil e a política ficam mais pobres com a morte de Eduardo Campos

​O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), concedeu uma entrevista coletiva na tarde desta quarta-feira (13), para falar sobre a morte do candidato a presidente Eduardo Campos, morto hoje em um trágico acidente aéreo, em Santos. Extremamente abalado com a notícia da morte do amigo, Ricardo Coutinho disse que o Brasil e a política ficaram mais pobres com a perda prematura do líder político brasileiro.

“Foi um choque muito grande. Como membro da Executiva Nacional do PSB eu não consegui fazer nada desde que soube do acontecido. Ele (Campos) era uma pessoa que cultivava muitas amizades. O Brasil perde um homem muito importante pela sua capacidade transformadora de ideias com a prática. O Brasil fica mai pobre a política fica mais pobre”, desabafou o governador paraibano.

Ricardo falou sobre a pessoa e o amigo que era Eduardo Campos. “Ele era uma pessoa que cultivava muitas amizades. Ele era uma pessoa amiga e conversava sobre vários assuntos. Estamos consternados não só pela política, mas pelas relações pessoais”, disse acrescentando que Campos foi o responsável por seu ingresso no PSB.

“O meu contato com ele se deu desde a minha entrada no PSB. Foi ele que bancou essa entrada”, afirmou Ricardo completando: “O Brasil tinha uma esperança em Eduardo, em um debate mais qualificado para a nação. Ele insistia em fazer debates que não estão muito em pauta como a ciência e tecnologia e ele fazia isso”.

O governador Ricardo Coutinho também lembrou benefícios trazidos para a Paraíba por meio do trabalho de Eduardo Campos. “A partir dessa convivência Eduardo operou muitas coisas para a Paraíba. A Fiat veio para a divisa dos dois estados por iniciativa de Eduardo. Ele tinha uma visão de região e de nação. Só grandes homens pensam em algo mais amplo em algo mais geral. Eu só tenho a agradecer muito a contribuição que Eduardo deu a esse estado.

Ricardo também citou que o projeto implantado por ele conhecido como Cidade Madura, para idosos, havia sido incorporado ao projeto nacional de Campos. “Sábado quando visitamos o Cidade Madura ele incluiu isso no seu projeto de governo. Isso e uma honra para nós”, falou.

O governador finalizou dizendo que o momento é de prestar homenagens a Eduardo Campos. “Quero abraçar as famílias de Eduardo e dos ocupantes da aeronave que se acidentou. Nós queremos prestar uma homenagem ao homem que teve uma vida digna e de coragem durante a sua vida pública e em seu governo”, encerrou.

Nice Almeida com informações de Jony Melo – Blog do Gordinho

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s