Aluno paraplégico vence barreiras e percorre 80 km por dia para estudar no Sertão da Paraíba

Estudante tem dificuldade durante o trajeto

Superação. Esta é a palavra perfeita para descrever a vida do estudante José Vieira, de 23 anos, aluno do terceiro período do curso de Análise e Desenvolvimento de Sistemas do Instituto Federal da Paraíba, em Cajazeiras, Sertão da Paraíba.

Paraplégico, filho de pais analfabetos e dono de uma garra única, João mostra todos os dias que seus sonhos não podem ser anulados por qualquer dificuldade, nem mesmo de locomoção ou financeira. O estudante está no IFPB desde 2012 e sabe como ninguém o quanto batalha para estar entre os colegas do segundo melhor curso do Brasil da área que ele escolheu.

Tudo começa bem cedo, quando ele vai à instituição, que fica distante da casa onde mora. João mora com os pais em uma casa simples no Sítio Umbuzeiro, na Zona Rural de São João do Rio do Peixe, a 500 km da Capital e faz um trajeto de cerca de 40 km todos os dias, uma vez que o transporte escolar não passa na região onde ele vive e o pai tem que levá-lo de moto até Marizópolis, município que fica a 20 km, onde de lá o estudante é levado para o IFPB de Cajazeiras, mais um trajeto de 20 km. Durante o dia, o total percorrido é de 80 km.

“A maior dificuldade que eu tenho é com o transporte. Meu pai me ajuda bastante nisso, mas mesmo assim é complicado, por ainda ter que depender de van e caronas, mas no começo mesmo o pior para mim foi superar a falta de uma boa base escolar. Terminei o ensino médio sem muitos conhecimentos na área de exatas e isso foi bem difícil, mas agora já me sinto bem mais à vontade, consigo acompanhar tudo normalmente”, disse ele.

Esforçado, João nunca deixou seus sonhos se perderem em sua cadeira de rodas; enfrenta o trajeto na garupa da moto do pai, que orgulhoso do filho, não mede esforços para ajudar a concretizar cada objetivo do rapaz e todos os dias os dois enfrentam o sol escaldante do Sertão sobre suas cabeças; os resultados já começaram a aparecer.

O sertanejo, que dribla diversas dificuldades é tido como um dos mais esforçados do curso e já se destaca entre os demais. Dedicado, João não só estuda no IFPB, mas também trabalha na biblioteca da instituição no horário oposto, o que ajuda a complementar a renda do rapaz que sonha em avançar cada vez mais.

“Eu não recebo nenhuma ajuda do poder público, tenho o privilégio de ter conseguido uma das bolsas de incentivo ao trabalho na biblioteca do IFPB, onde presto serviços, isso me ajuda muito”, afirmou ele.

Na volta para casa, João necessita de caronas para ir até Marizópolis, para então lá se encontrar com o pai, que o traz de volta todos os dias para o Sítio Umbuzeiro todo os fins de tarde.

No trajeto em meio à paisagem composta pela vegetação seca da região, o que mais reluz é o sorriso do menino, que reflete um otimismo de quem não cansa de lutar e de sonhar com um futuro melhor para os seus, o sorriso de que sabe bem o significado da batalha de um verdadeiro estudante.

“Eu tenho fé que vou terminar o curso logo, para logo depois fazer uma especialização em softwares, que é a área que eu mais me interesso e assim eu sonho em dar um futuro melhor para mim e para minha família”, disse o estudante.

Portal Correio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s