Rixa entre famílias deixa mais uma vítima na região de Catolé do Rocha

Briga entre as famílias Veras e Oliveira já dura mais de 60 anos

Uma antiga briga entre as famílias Veras e Oliveira deixou mais uma vítima em Brejo dos Santos, 436 km de João Pessoa. Na noite dessa terça-feira, 6, foi assassinado Francisco Alan da Silva Veras, de 25 anos, que residia na Rua José Bonifácio Fragoso, Centro daquela cidade do Sertão paraibano.

Uma guarnição da Polícia Militar, composta por três policiais, que fazia rondas, ainda realizou perseguição aos bandidos que estavam em um veículo Fiat Uno, de cor vermelha, placas NNS 1475 – João Câmara (RN), pela rodovia PB-323, que foi abandonado nas imediações do Sítio Brejinho, próximo à cidade de Catolé do Rocha. A polícia já descobriu que o carro está licenciado em nome de Lailson Felino Rebouças da Silva, que deverá prestar informações a polícia. No interior do Fiat foi encontrado um revólver.

O crime – segundo as informações colhidas pela polícia passava das 19h30 quando o veículo fiat Uno estacionou na Praça Sóstenes Pedro, na Rua Apolônio Pereira, bem em frente a Prefeitura Municipal. Dois ocupantes se dirigiram até Francisco Alan que conversava com amigos e foram logo atirando. Logo em seguida voltaram para o carro, que ficou com o motorista e ligado, para depois fugirem. Alan já caiu morto na calçada da praça.

O crime foi assistido por várias pessoas, pois ainda cedo da noite e é o local onde moradores de Brejo dos Santos, principalmente jovens, se encontram.

A guarnição da Polícia Militar passou a perseguir o veículo com os criminosos. Próximo ao Sítio Brejinho os bandidos abandonaram o carro que havia sido alvejado pelos disparos dos policiais e entraram no matagal.

Antes de conseguirem entrar no matagal, houve intensa troca de tiros tendo a viatura policial sido atingida por um disparo. A perseguição continua com o objetivo de identificar os criminosos.

Rivalidade – a briga entre as famílias Veras e Oliveira teve origem na década de 50 e já fez centenas de vítimas, envolvendo inclusive a família Suassuna. Membros dos três clãs já forma mortos na Paraíba, Ceará, Rio Grande do Norte e até São Paulo.

A vítima – Francisco Alan da Silva Veras, o Zomo Veras, era bastante conhecido da polícia. Segundo informações policiais, ele tinha envolvimento com o tráfico de droga e era acusado de ter se envolvido em assassinatos.

Wscom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s