Cain Velásquez nocauteia Pezão

Uma pedra chamada Cain Velásquez impediu que o paraibano Antônio Pezão realizasse seu grande sonho de conquistar o cinturão do Ultimate. O americano era o grande favorito para o UFC 160, na noite deste sábado, em Las Vegas (EUA), mas surpreendeu ao vencer na arma do brasileiro, que é a mão pesada. Para quem esperava que Velásquez utilizasse seu wrestling (luta olímpica) e cansasse Pezão ao longo dos cinco rounds, ele acertou o queixo do desafiante e o nocauteou ainda no início do primeiro assalto para manter o título peso-pesado da organização.

O próximo passo de Velásquez é o terceiro capítulo da trilogia contra o brasileiro Junior Cigano, que no coevento principal nocauteou Mark Hunt. O primeiro teve Cigano tirando o cinturão do americano, e no segundo houve exatamente o contrário. O presidente do UFC, Dana White, confirmou que o duelo será realizado, mas ainda não definiu uma data. Perguntado sobre isso logo após a luta, o atual campeão preferiu não falar muito:

– Ele sempre foi duro. Minha equipe vai me ajudar. Agora quero ir para casa encontrar minha mulher.

Cain Velásquez aplica série de golpes em Antônio Pezão após conseguir o knockdown (Foto: Getty Images)

Aos 30 anos, Velásquez agora tem um cartel de 12 vitórias e apenas uma derrota. O único revés foi justamente para Cigano. Já Antônio Pezão sofreu a quinta derrota em 23 combates na carreira. Eles já haviam se enfrentado no UFC 146, quando Velásquez venceu também por nocaute técnico no primeiro round. Na ocasião, o americano se aproveitou de um erro na estratégia do brasileiro, que chutou baixo logo de cara, e o colocou para baixo antes de castigá-lo com cotoveladas e abrir um grande corte no supercílio dele.
Cain Velásquez e Antonio Pezão UFC 160 (Foto: Getty Images)
Velásquez acerta direto no queixo de Pezão no UFC 160 (Foto: Getty Images)

Neste segundo encontro, o primeiro movimento de Velásquez foi tentar derrubar Pezão, mas ficou na defesa. O americano soltou alguns golpes e desviou de um direto do brasileiro. Velásquez, então, encaixou uma combinação de jab e direto no queixo de Pezão e o levou ao chão. Ele partiu para cima e disparou diversos socos. O árbitro Mario Yamasaki avisou a Pezão que ele precisava esboçar alguma defesa mais eficiente. Como isso não aconteceu, na visão dele, o duelo foi interrompido quando o relógio marcava 1m21s do primeiro assalto. Pezão ainda reclamou com Yamasaki, mas não teve jeito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s