Promotores denunciam padre por abusar de menina de 13 anos em Niterói

O Ministério Público do Rio denunciou à Justiça o padre Emilson Soares Correa, de 56 anos, por abusar sexualmente de uma adolescente em Niterói, na Região Metropolitana do Rio. O crime teria ocorrido entre 2005 e 2006, quando ela tinha 13 anos e era coroinha da igreja. Também foram denunciados Ubiratan Homsi e Nilcimar Pacheco Ribeiro, pais da vítima, por terem extorquido e ameaçado o religioso quando souberam do crime.

De acordo com a denúncia assinada pelo promotor Rubem Viana, Emilson abusava da adolescente dentro da Igreja Nossa Senhora do Rosário e São Benedito, no bairro Cubango. Um vídeo, divulgado em fevereiro deste ano pelo jornal Extra, mostra o padre tocando nas partes íntimas da menina.

Ainda segundo a denúncia, Ubiratan e Nilcimar teriam visto o vídeo em novembro de 2012, e ameaçaram divulgá-lo caso o padre não lhes desse dinheiro e uma casa. O casal também teria dito a Emilson que, caso não concordasse com a extorsão, um ex-namorado da adolescente, que estaria prestes a sair da cadeia, iria matá-lo.

O religioso foi denunciado pelo crime de atentado violento ao pudor. Segundo o promotor Rubens Viana, os crimes foram cometidos antes da mudança da lei, em 2009, que diferenciava atentado ao pudor de estupro. Pela lei antiga, para caracterizar o estupro, era necessária a conjunção carnal – o que não aconteceu. Já os pais da vítima vão responder por extorsão. Os três denunciados negam as acusações.

Estadão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s