Luxemburgo é condenado a um ano e meio de prisão


Atual técnico do Grêmio ainda pode recorre da decisão

A Justiça Eleitoral do Tocantins condenou na noite desta sexta-feira (23) Vanderlei Luxemburgo a um ano e meio de reclusão.

O atual técnico do Grêmio foi condenado por “transferência eleitoral fraudulenta” e terá a pena revertida em multa de dez salários mínimos e prestação de serviços à comunidade – o Luxemburgo ainda pode recorrer.

A decisão do juiz eleitoral Gilson Coelho, da 29ª Zona Eleitoral, em Palmas, torna o treinador inelegível pelos próximos oito anos. Segundo o Tribunal, Luxemburgo é acusado de tentar se inscrever de forma irregular como eleitor da cidade de Palmas. O treinador, nascido em Nova Iguaçu (RJ), que dirigiu Corinthians, Santos, Palmeiras, Flamengo, Cruzeiro, Atlético-MG, entre outros times do Sul e Sudeste, nunca morou em Palmas.

O fato aconteceu em dezembro de 2008, quando o treinador se filiou ao PT e cogitou concorrer a uma vaga no Senado por Tocantins. Os advogados de defesa do treinador argumentaram que o técnico havia somente errado o preenchimento dos documentos necessários para troca. No entanto, tal hipótese foi afastada.

R7

twit7b.gif

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s